Blog Post

2008 – Análise do Impacto das Políticas de Criação e Transferência de Conhecimento em Processos Intensivos em Conhecimento: Um modelo de Dinâmica de Sistemas

URIONA MALDONADO, Mauricio. Análise do Impacto das Políticas de Criação e Transferência de Conhecimento em Processos Intensivos em Conhecimento: Um modelo de Dinâmica de Sistemas. Florianópolis, 2008. 138f. Dissertação (Mestrado em Engenharia e Gestão do Conhecimento) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento, Universidade Federal de Santa Catarina.

Resumo: Vários autores sustentam que a criação e a transferência de conhecimento são fundamentais para uma efetiva Gestão do Conhecimento. Nesse sentido, as políticas destinadas a favorecer a criação e transferência de conhecimento afetam os processos da organização. A presente dissertação tem como objetivo estudar os efeitos de ditas políticas, especificamente das Políticas de Processamento de Informação (PPI), Políticas de Documentação e Registro das Atividades (PDR) e Políticas de Capacitação (PC), em um tipo particular de processo: os processos intensivos em conhecimento. Estes processos são essenciais para a Gestão do Conhecimento pois eles dependem fortemente do conhecimento embutido em atores, tarefas e atividades. A motivação do presente trabalho nasceu a partir da falta de pesquisas relacionadas com os efeitos de políticas organizacionais em processos intensivos em conhecimento, assim como da dificuldade de criar representações e modelos que possibilitassem o seu estudo. Para isto, desenvolveu-se inicialmente um Framework que permite analisar processos intensivos em conhecimento com base em cinco estruturas genéricas: Fluxo das Atividades, Fluxos de Informação, Tomada de Decisão e Alinhamento dos Atores; a quinta estrutura é uma contribuição inédita deste trabalho: Transformação de Conhecimento. Desenvolveu-se dois tipos de diagramas, a partir da abordagem conhecida como Dinâmica de Sistemas – Diagramas de Influência e Diagramas de Fluxos e Estoques – e com base em testes especializados para a Dinâmica de Sistemas o modelo proposto foi validado. Os cenários de simulação definidos, foram comparados entre si em função das mudanças de comportamento observadas em cinco variáveis: Qualidade de Tomada de Decisão, Informação Disponível sobre as Atividades, Desempenho Operacional, Conhecimento Médio dos Atores e Base de Conhecimento. Os resultados das simulações sugerem que o cenário com melhor desempenho é aquele que apresenta o estabelecimento das três políticas em conjunto, com uma média global de melhoria de 32%. Os resultados também sugerem que as Políticas de Processamento de Informação servem somente de apoio às outras duas políticas. Em função da pesquisa feita conclui-se que o Framework modificado com cinco estruturas é mais robusto na modelagem de processos intensivos em conhecimento. Por outro lado, esta pesquisa demonstra que a Dinâmica de Sistemas modela adequadamente processos intensivos em conhecimento ao salientar suas características de complexidade dinâmica e ao apresentar comportamentos contraintuitivos. Assim também, conclui-se que a técnica dos cenários de simulação é uma alternativa adequada para o estudo dos efeitos das políticas de criação e transferência de conhecimento em processos intensivos em conhecimento.

Abstract: Several authors have referred to knowledge creation and transfer as the main elements for effective Knowledge Management. In this sense, policies that mean to favor knowledge creation and transfer affect all of the organizational processes. This thesis aims at studying the effects of those policies, specifically: Information Processing Policies (IPP), Documentation and Registry Policies (DRP) and Training Policies (TP), in particular business process’ type: knowledge-intensive business processes. These processes are also fundamental for Knowledge Management since they are highly dependent on the knowledge embedded in actors, tasks and activities. The motivation for this work is twofold, first, the lack of research relating organizational policies and knowledge-intensive business process, and second, the difficulty to model them. Thus, a Framework was initially developed to analyze knowledge-intensive business processes in five generic structures: Workflow Structure, Information Structure, Decision-Making Structure and Agency Structure; and the fifth one consists of an original contribution of this work: Knowledge Transformation Structure. The model was developed using the System Dynamics approach, based on the Influence Diagrams and Stock and Flow Diagrams, afterwards, the model was validated using specialized System Dynamics’ tests. The selected simulation scenarios were compared to each other by observing behavior changes in five variables: Decision-Making Quality, Activity-related Information Availability, Operational Performance, Workforce Mean-Knowledge and Knowledge-Base. The results from the simulations suggest that the scenario with best performance is the one with the three policies together, with a global improvement mean of 32%. The results also suggest that Information Processing Policies act only as a support to the other two, and that when established alone, they don´t represent considerable improvement. This works concludes that the modified five-structure Framework is more robust for knowledge-intensive business processes modeling. On the other hand, this research demonstrates that System Dynamics adequately models knowledge-intensive business processes by pointing out the dynamic complexity characteristics as well as counter-intuitive behaviors. This work also concludes that the simulation scenarios technique is an adequate alternative for studying knowledge creation and transfer policies in knowledge-intensive business processes.

About adminegc

Related Posts